25 de jul de 2013

Res: Assassinato no Expresso do Oriente - Agatha Christie


Sinopse: Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Uma americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime. 


Assassinato no Expresso do Oriente foi a minha primeira experiência com algum livro da famosa autora Agatha Christie. E, para variar, acabei indo na pilha de todas as outras pessoas e acabei gostando muito do livro. A história é envolvente e a autora sabe como conduzir perfeitamente os fatos, sem deixar muitas pistas para que o leitor descubra rapidamente quem é o responsável por determinado crime.

Nesse exemplar, o personagem principal é Hercule Poirot, um detetive experiente que está a bordo do Expresso do Oriente quando o bendito trem para devido à uma tempestade de neve. Até esse momento, nada de anormal, mas na manhã seguinte há um passageiro a menos no trem. E adivinhem quem irá investigar o suposto assassinato?

- Eu? Eu suspeito de todo mundo até o último minuto.

Nosso protagonista irá contar com a ajuda de alguns amigos para desvendar os mistérios que rondam esse crime, mas a situação é bem complicada, pois a maioria dos passageiros está mentindo e Poirot não sabe ao certo em quem confiar. Porém, seu caráter firme e sem muitos rodeios irá ser fundamental nessa parte.

Gostei bastante do Poirot e de seu humor irreverente. De jeito simples e hábitos bem comuns, ele nos instiga a realmente pensar sobre cada descoberta feita e a sua real consequência. Já adianto a você, leitor: é preciso prestar atenção aos mínimos detalhes. Eu lia coisas que, aparentemente, eram sem importância, mas que no final acabaram sendo cruciais para o desfecho do caso. É incrível como tudo parece estar entrelaçado quando você chega ao final do livro. Ponto para a autora nesse quesito!

A autora divide o livro em três partes, sendo a primeira delas responsável por nos apresentar os fatos, a segunda os testemunhos (depoimentos) de cada passageiro do trem e a terceira e última parte nos apresenta as reflexões de Poirot e o desfecho final da história. Os capítulos são curtos e a leitura flui naturalmente.

O livro virou um dos meus favoritos. Podem ler que eu recomendo!

Pontos fortes: praticamente impossível identificar com clareza o verdadeiro assassino. Isso só é revelado nos últimos capítulos.
Pontos fracos: se não gosta de mistérios e de crimes difíceis de solucionar, fique longe!

Avaliação final:

23 de jul de 2013

DESBRAVEI E GANHEI #7

Boa noite, desbravador.

Já estava com saudade do blog, né? Eu acabei entrando em um período de "recesso literário", onde acabei não lendo nenhum livro no último mês por causa de provas na faculdade e por falta de vontade mesmo, mas agora estou de volta!

E, para recomeçar, deixo para vocês a foto do ganhador da promoção Cada Livro, Um Mistério. Ele levou um exemplar de Assassinato no Expresso do Oriente, um clássico da Agatha Christie que em breve será resenhado aqui no blog. Eis o ganhador:


Tenha uma boa leitura, Nardônio! Se você gosta de mistérios e suspense, certamente aproveitará muito bem esse livro.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...