29 de mar de 2014

Resenha: O Poder da Espada - Joe Abercrombie


Título: O Poder da Espada
Original: The Blade Itself
Série: A Primeira Lei/The First Law #01
Autor: Joe Abercrombie
Páginas: 480
Editora: Arqueiro (julho de 2013)

Sinopse: Sand dan Glokta é um carrasco implacável a serviço da Inquisição de Sua Majestade. Nas mãos dele, os supostos traidores da Coroa admitem crimes, apontam comparsas e assinam confissões – sejam eles culpados ou não. Por ironia, Glokta é um ex-prisioneiro de guerra que passou dois anos sob tortura. Mas isso nunca teria acontecido se dependesse de Logen Nove Dedos. Ele jamais deixaria um inimigo viver tanto tempo. Só que isso foi antes. Agora ele está decidido a mudar. Não quer ser lembrado apenas por seus feitos cruéis e pelos muitos inimigos que se alegrarão com sua morte. Já a felicidade do jovem e mulherengo Jezal dan Luthar seria alcançar fama e glória vencendo o Campeonato de esgrima, para depois ser recompensado com um alto cargo no governo que lhe permitisse jamais ter um dia de trabalho pesado na vida. Mas há uma guerra iminente e ele pode ser convocado a qualquer momento. Luthar sabe que, nos campos do Norte gelado, o embate segue regras muito menos civilizadas que as do esporte. Enquanto a União mobiliza seus exércitos para combater os inimigos externos, internamente se formam conspirações sanguinárias e um homem se apresenta como o lendário Bayaz, o Primeiro dos Magos, retornando do exílio depois de séculos. Quem quer que ele seja, sua presença tornará as vidas de Glokta, Jezal e Logen muito mais difíceis. Agora a linha que separa o herói do vilão pode ficar tênue demais.

Joe Abercrombie era um autor desconhecido para mim, até que tive a oportunidade de conhecê-lo ao moderar uma leitura conjunta no grupo Livros de Fantasia e Aventura (recomendo o grupo, pois sempre é cheio de discussões úteis e informações muito bem dadas, sem aquele monte de propagandas e conversa fiada da maioria dos grupos nas redes sociais) no Facebook.

Quanto ao livro, conforme os capítulos vão passando, somos apresentados ao três personagens principais: Logen, Jezal e Glokta. Falarei um pouco de cada um deles.


Logen é um grande guerreiro do Norte que quase morre após entrar em confronto com um grupo de shankas (criaturas parecidas com orcs) num desfiladeiro. Ao escapar da morte, Logen se dispersa do seu antigo grupo de amigos guerreiros e, a partir daí, vaga solitário até encontrar-se com um aprendiz de feiticeiro que o leva diretamente até Bayaz, o Primeiro dos Magos, segundo ele próprio. Muita atenção com esses dois personagens, pois eles nos trarão muitas surpresas no decorrer da narrativa, principalmente o guerreiro Logen, que certamente prenderá toda a sua atenção próximo ao final do livro.

Já o espadachim Jezal dan Luthar é um pé-no-saco de todo mundo e, na minha opinião, mereceria uma surra para aprender a dar valor às coisas simples da vida. Mimado e arrogante, Jezal está prestes a participar de um campeonato de esgrima e precisa vencer para provar o seu valor para os habitantes da capital.


No entanto, o cartão de visitas de Joe Abercrombie se encontra no personagem Glokta, um antigo herói de guerra que, após quase ser morto em uma delas, vira inquisidor do reino a pedido de Sua Majestade. E é aí que ele descobre que tem vocação para esse trabalho, pois seu sarcasmo e inteligência (que lembram muito o personagem Tyrion das Crônicas de Gelo e Fogo) são postos à prova a todo momento.

Gostei bastante das cenas de interrogatório envolvendo Glokta e suas vítimas (geralmente comerciantes corruptos e nobres tentando se aproveitar dos outros). O humor e a irreverência dos seus práticos (ajudantes) Frost e Severard deixa o clima sempre engraçado (ou perturbador) e torna a descrição dos momentos muito mais impactante e realista, pois uma cena de tortura não é composta somente pela dor em si, mas por várias conversas e fatos que acabam acarretando em uma agressão.

Os diálogos são o ponto forte do livro, assim como as descrições dos cenários, que são um show à parte. Masmorras, castelos, becos escuros e palcos de esgrima são bem destrinchados pelo autor e nos passam a impressão de que ele está atento a tudo e todos.

Em dado momento, Glokta, Jezal e Logen acabam se juntando em uma perigosa aventura, aonde só o futuro nos contará o que Bayaz pretende fazer com os nossos três protagonistas. Nada temos a fazer até lá, a não ser esperar pelo lançamento do segundo livro, que está primeiro para o primeiro semestre de 2014.

Pontos fortes: personagens e cenários bem desenvolvidos.
Pontos fracos: muita coisa ficou em aberto para o segundo livro.

Avaliação final:

A Primeira Lei:

1º livro - O Poder da Espada
2º livro - Antes da Forca
3º livro - O Duelo dos Reis
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...