11 de out de 2014

Resenha: As Mentiras de Locke Lamora - Scott Lynch


Título: As Mentiras de Locke Lamora
Original: The Lies of Locke Lamora
Série: Nobres Vigaristas/Gentleman Bastard #01
Autor: Scott Lynch
Páginas: 464
Editora: Arqueiro (março de 2014)

Sinopse: O Espinho é uma figura lendária: um espadachim imbatível, um especialista em roubos vultosos, um fantasma que atravessa paredes. Metade da excêntrica cidade de Camorr acredita que ele seja um defensor dos pobres, enquanto o restante o considera apenas uma invencionice ridícula. Franzino, azarado no amor e sem nenhuma habilidade com a espada, Locke Lamora é o homem por trás do fabuloso Espinho, cujas façanhas alcançaram uma fama indesejada. Ele de fato rouba dos ricos (de quem mais valeria a pena roubar?), mas os pobres não veem nem a cor do dinheiro conquistado com os golpes, que vai todo para os bolsos de Locke e de seus comparsas: os Nobres Vigaristas. O único lar do astuto grupo é o submundo da antiquíssima Camorr, que começa a ser assolado por um misterioso assassino com poder de superar até mesmo o Espinho. Matando líderes de gangues, ele instaura uma guerra clandestina e ameaça mergulhar a cidade em um banho de sangue. Preso em uma armadilha sinistra, Locke e seus amigos terão sua lealdade e inteligência testadas ao máximo e precisarão lutar para sobreviver.

Ah, esse livro. Prepare-se para dar muitas risadas, desbravador, pois se você entrar no mundo de Locke Lamora será difícil sair. Scott Lynch nos brinda com uma história bem humorada, intrigante e que só faz nossa expectativa aumentar a cada capítulo. Dizer que As Mentiras de Locke Lamora é uma das grandes leituras do ano parece pouco perto da diversão que é desbravar todo esse livro e da tristeza que é ler a última página sabendo que o livro acabou.

Nessa obra somos apresentados a Locke Lamora, um pirralho infernal até demais que só apronta confusão no lugar onde mora com outras muitas crianças, o Morro das Sombras. Vendo que ele possui um "dom" especial para esse tipo de situação, o responsável pelo local, chamado Aliciador, resolve vendê-lo para o padre Correntes, figura emblemática do livro e que você com certeza vai aprender a gostar. O que Locke ainda não sabia é que esse padre comandava os Nobres Vigaristas, ladrões de Camorr que roubam dos ricos e devolvem tudo para os pobres acumulam fortunas para eles próprios, vivendo no conforto abaixo da igreja de Perelandro.

"Nós temos um ditado: a boa sorte imerecida esconde sempre uma armadilha."

Não posso esquecer de falar do cenário: Camorr é uma cidade medieval com aquele toque clássico de Veneza, cheia de rios cortando os bairros e com o mar rodeando a cidade. O que gostei disso é que tudo parece extremamente real e palpável, nada é inventado e diferente do que vemos hoje, e assim podemos nos imaginar perfeitamente no meio do cenário.

Locke conhece então seus novos companheiros vigaristas Calo e Galdo (dois irmãos gêmos) e posteriormente Pulga e Jean, as últimas aquisições do padre. Todos têm uma habilidade especial que os diferencia na gangue e os fazem ser importantes nas missões, pois precisam aprender a trabalhar em equipe e engordar os cofres dos Nobres Vigaristas. Desbravador, eu preciso lhe falar novamente: você vai rir MUITO com as trapalhadas dessa gurizada e dos diálogos sarcásticos do livro! Cada capítulo traz uma pérola e fica difícil não gostar de uma história que te divirta tanto. Seguem alguns exemplos:

     Não, ser prudente não era uma alternativa. Pulga precisava vencer. Aquela pilha de lixo bem ali tornava possível uma grande e gloriosa estupidez.

     - Eu só roubo porque é muito divertido, porra!
     - VIGARISTA!

     - Pensei que Graumann estivesse de folga durante essa parte.

    - E está. - Locke gesticulou com impaciência para as costas do gibão. - Preciso dos serviços da mais feia costureira de Camorr.
     - Galo está ajudando Pulga a lavar a louça.
     - Vá pegar suas agulhas, quatro-olhos.

    - Grande consolo. Se consolos aliviassem a dor, ninguém se daria o trabalho de pisar uvas.



Scott Lynch resolveu dividir esse livro em vários capítulos para narrar a história atual de Locke Lamora e, entre esses capítulos, sempre há um interlúdio contando a infância do protagonista e de seus companheiros, como eles cresceram e foram parar onde estão, o que Locke fez para se tornar o líder dos Nobres Vigaristas, entre outras coisas, mas sempre retratando acontecimentos do passado e a história de Camorr. Esses interlúdios acabam quebrando um pouco o ritmo da história, mas todos eles são igualmente importantes por esclarecem fatos e nós entendermos a motivação de alguns atos dos nossos personagens.

Vivendo do roubo e das confusões que aprontam e escondendo os roubos maiores dos olhares de Capa Barsavi, o homem que controla todos os ladrões de Camorr, a gangue vai crescendo e prosperando sem ninguém saber, mesmo que antigamente tenha sido firmado um acordo entre os dois maiores governadores de Camorr, intitulado a Paz Secreta, o qual proíbe que qualquer membro da elite (nobreza) seja roubado. Será que nossos protagonistas respeitam esse pacto? hahaha

Na história atual, Locke (com uma idade próxima dos 27-28 anos, ninguém sabe) e seus companheiros planejam roubar Dom Lorenzo Salvara, um importante nobre da cidade de Camorr e que possui uma grande fortuna. Você, desbravador, irá literalmente pirar acompanhando o golpe dos Nobres Vigaristas e tentando entender a sequência dos acontecimentos, pois o autor resolveu INVERTER a ordem dos acontecimentos durante o golpe e o resultado foi muito bom! Preste atenção a cada detalhe, tudo fará sentido depois de um tempo.

Porém, certo dia, um tal Rei Cinza ronda Camorr e começa a assassinar líderes de gangues em toda a cidade, causando apreensão em todos que vivem lá e botando em perigo pessoas importantes como Capa Barsavi e, por que não, os Nobres Vigaristas. E isso sem falar que esse assassino possui a ajuda de um Mago-Servidor, também conhecido como Falcoeiro, um homem com poderes especiais e dono de um falcão mais perigoso que o próprio dono praticamente (haha).

Toda a trama dá uma guinada gigantesca depois que o Rei Cinza aparece e começa a cometer seus crimes que você dificilmente irá fazer outra coisa que não seja ler e ler e ler mais um pouco para descobrir o que acontece. Todos os seus atos são explicados no final do livro e eu jamais iria dar um spoiler tão gigante sobre isso e estragar a vida do leitor do blog. Leia e descubra, vale a pena!


Eu não encaixaria muito As Mentiras de Locke Lamora no gênero fantasia por haver pouquíssimos elementos fantásticos na história e eles não serem TÃO importantes assim para a trama, tirando algumas poucas partes onde o Mago-Servidor aparece. Diria que "Aventura épica" seria o mais apropriado para isso, mas é somente um detalhe que eu quis comentar.

A série Nobres Vigaristas será composta por 7 livros + 1 com dois contos e todos os livros são "independentes" entre si, ou seja, você não precisa ler o 1º para ler o 2º e assim por diante, sendo que nesse primeiro livro os desdobramentos iniciais se finalizam e no segundo a história já começa em um local totalmente diferente. Porém, como normalmente acontece em séries assim, o ideal é sempre ler na ordem, até para se ter um conhecimento maior dos personagens e seguir a sequência.

Se você procura por um livro instigante, cheio de reviravoltas e com protagonistas hilários e muito divertidos, pare na livraria mais próxima da sua casa e procure por esse livro, trazido ao Brasil pela editora Arqueiro. A chance de você se arrepender é mínima zero!

Avaliação final:

Nobres Vigaristas

1º livro - As Mentiras de Locke Lamora
2º livro - Mares de Sangue
3º livro - República de Ladrões

4º livro - The Thorn of Emberlain (ainda não foi lançado)
5º livro - The Ministry of Necessity (ainda não foi lançado)
6º livro - The Mage and the Master Spy (ainda não foi lançado)
7º livro - Inherit the Night (ainda não foi lançado)
Livro extra com dois contos - The Bastards and the Knives (ainda não foi lançado)

14 comentários:

  1. ótima resenha, Vagner!

    Para mim essa também foi uma das melhores leituras desse ano, de longe a mais divertida. Se não engano, li o livro em dois ou três dias, de tão imersivo que ele foi para mim. Lynch tem o dom da escrita, sabe dosar humor e realismo numa trama que te prende. Agora é aguardar os próximos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Henrique!! Ler esse livro foi muito divertido, pretendo partir pro seguinte em breve, dei muitas risadas e são poucos livros que me fizeram tão bem.

      Abraço e até mais!

      Excluir
  2. Já faz um tempo que estou curiosa sobre esse livro, e a sua resenha me deixou com vontade de ler. :) Vou colocar na minha lista, e espero conseguir começar essa série em breve!
    www.blogsemserifa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então acabe logo com essa curiosidade, Bárbara! hahaha
      Vale a pena dar uma lida nesse livro, o humor sarcástico faz toda a diferença e você certamente gostará, acredito eu. Boa leitura e depois passa aqui pra dizer o que achou!!

      Excluir
  3. Viva,

    Faço minhas as palavras do Henrique otimo comentário e sem duvida que são poucos os escritores que tem um inicio de saga tão bom como este, assim que me lembre e de repente, Duna do Frank Herbert e A Guerra dos Tronos de George Martin, alias foi isso que fez o escritor em depressão mas pelo que percebo já está melhor :)

    E o final do livro foi mesmo épico que maravilha, pena que a SDE apenas publicou este livro, mas felizmente estão a lançar ai no Brasil e vou conseguir ler a versão digitalizada, que será a minha próxima leitura sem duvida :)

    Abraço e boas leituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Começar bem já é um grande passo, espero que ele continue assim e pretendo descobrir em breve com Mares de Sangue. Abração!

      Excluir
  4. Já estava louca pra ler este livro, essa resenha só aumentou a minha vontade! Muito legal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo muito esse livro, Raquel. Leia o quanto antes!!

      Excluir
  5. Realmente um excelente livro, com muito humor, ação e reviravoltas surpreendentes.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um baita livraço mesmo, Maurilei, foi uma das grandes surpresas de 2014 para mim. No momento estou lendo o 3º livro da série, continua tudo muito engraçado!

      Excluir
  6. Adorei a resenha :D
    Concordo que o livro é bom, mas não achei essa comédia toda. :/ Acho que as tramas, reviravoltas e os mil e um planos se destacaram muito mais e me fizeram muito mais feliz durante a leitura do que as próprias piadas. Gostei mesmo é de ficar me perguntando: Como eles vão sair dessa? E o final... foi demais!

    https://perfectpick001.blogspot.com.br/2016/06/as-mentiras-de-locke-lamora-scott-lynch.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu curti demais, não conseguia parar. Eu só queria que tivesse menos flashbacks, eles quebram levemente o ritmo às vezes, mas ajudam a entender algumas coisas também.

      Excluir
    2. Achei os flashbacks ótimos para dar o clima do momento. Claro que ajudam a entender o contexto da história, mas acho inclusive que foram eles que deram todo o peso para as cenas de luta. Confesso que fiquei bem emocionada... Hehe

      Excluir
    3. A galera se metia na porrada mesmo, isso não dá pra negar!

      Excluir

Em breve, sua opinião será lida e respondida. Obrigado por comentar no Desbravando Livros!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...